Padrão brasileiro para o ATA Linksys PAP2

O ata da Linksys PAP2 é um dos melhores equipamentos disponívels no mercado atualmente. Porém, por ser um equipamento importado, todo o padrão de funcionamento dele vem ajustado para funcionar de acordo com os padrões norte americanos. Por este motivo é comum algumas centrais telefônicas não reconhecerem o tom de discagem gerada por ele.

Fizemos pesquisas e estudos em cima deste equipamento e reunimos os principais ajustes que deve ser feito para que este equipamento fique padronizado com o sistema telefonico brasileiro.

 

Supondo que você já esteja com acesso a área administrativa do equipamento, em modo avançado e com nível de usuário administrativo, siga os seguintes procedimentos:

1- Clique na opção “Regional” e substitua os valores padrões nas configurações, pelos valores citados abaixo:

– Dial Tone 1: 425@-16,425@-16,450@-16;10(*/0/1+2+3) ou 425@-19;15(*/0/1)
– Sinal de Controle de Chamada (Ring Back Tone) 425@-19;*(1/4/1)
– Sinal de Código Inacessível (Reorder Tone) 425@-19;10(.25/.25/1,.75/.25/1)
– Sinal de Ocupado (Busy Tone) 425@-19;10(.25/.25/1)
– Caller ID method: DTMF (Finland/Sweden)
– FXS Port Input Gain: 0 (zero)
– FXS Port Output Gain: 0 (zero)

Clique nas opções “Line 1” e “Line 2”, e substitua os valores padrões nas configurações, pelos valores citados abaixo:

2.1- Dial Plan: (1xxxxx|[2-9]xxxxxxx|0800x.|0[1-9]xxxxxxxxx|0[1-9]xxxxxxxx|00xxx.)

Uma outra dica importante sobre este equipamento é que ele possui apenas uma licença para o codec g729. Ou seja, se ocorrem duas chamadas simultaneas nas linhas 1 e 2 neste equipamento, apenas uma delas irá utilizar o codec g729. Se o seu provedor voip fornecer acesso apenas ao codec g729, você poderá ter problemas na segunda chamada.