Cultura do Teletrabalho está sendo incorporada

Outra tendência é virtualização.

Como tendências para comunicações unificadas em 2012, Tiago Siqueira, da Avaya, vê a cultura do teletrabalho se incorporando. “A consumerização é uma questão, a sobreposição entre os ambientes de consumo e trabalho. O usuário quer levar seu dispositivo para o trabalho e usá-lo como ferramenta corporativa. A tendência ‘bryng your own device’ ou BYOD fará com que as empresas dêem as aplicações e os mecanismos para os usuários entrarem na rede, se autenticarem e as companhias controlarem da forma mais segura possível”.

Com relação à infraestrutura, a tendência é a virtualização. “Antes as empresas buscavam projetos de colaboração e um dos fatores impeditivos eram os custos de aquisição de equipamentos, mas com a virtualização se reduz em até 90% a necessidade da quantidade de servidores no ambiente, diminuindo custos e o impacto no meio ambiente, reafirmando o conceito de TI verde”.

Uma questão que ele aponta são os diretórios dispersos. “Com a quantidade dos novos dispositivos e as redes sociais, fica cada vez mais difícil se conectar à pessoa certa na hora certa. A disponibilidade, conhecer o contato e encontrá-lo são problemas. Há improdutividade por grande quantidade de informação”.

Para o profissional, cada vez mais se assiste à transformação dos desktops à evolução dos aparelhos. “Até 2015, o celular será o principal meio de acesso à Internet. Hoje ele já está à frente da lan house e só perde para os computadores, mas a tendência é isso se reverter”.

Siqueira tem visto as empresas “portando” aplicativos para a nuvem cada vez mais, para os dispositivos móveis. “Os ramais, as vídeochamadas e as instant messages corporativas vão para o celular cada vez mais”.

As comunicações unificadas estão ganhando espaço entre os CEOs. “Eles estão começando a priorizar, a demanda tem crescido. Antes telefonia IP tinha mais demanda, mas vídeo, colaboração e mobilidade estão na pauta da totalidade das conversas com estes executivos”.

Para Siqueira, as operadoras estão olhando para suas bases TDM analógica e digital e começando a migrar. “Elas estão agregando novas aplicações de comunicações unificadas e querendo oferecer serviços de colaboração para o público residencial com serviços de mobilidade”.

Um outro conceito apontado por ele como tendência para 2012 é a federação ou integração das aplicações corporativas como soft phone, redes sociais, Skype, instant message etc.

Escrito por  Francine de Mendonça

[Fonte: IPNews]

Leave a Reply